plantas de interior

Plantas de interior naturais em vez de plantas artificiais. Porquê?

As plantas de interior artificiais, a par das naturais, têm vindo a ganhar cada vez mais representatividade. Atualmente, encontramos qualquer espécie de planta natural reproduzida numa versão artificial. Existem várias razões para explicar este fenómeno, como não exigirem manutenção porque não precisam de ser regadas ou só precisarem de uma limpeza regular do pó que se acumula nas suas folhas. Podem confundir os menos experientes nesta matéria, mas não são mais do que um objecto de decoração. Mas então, porquê escolher as naturais?

As plantas de interior naturais têm vida!

As plantas, sendo bem tratadas, crescem e evoluem ao longo do tempo, sendo possível observar o aparecimento de novas folhas e a floração, no caso de plantas de interior com flor. É possível entendermos os ciclos da natureza através da observação do crescimento de uma planta, identificando quando entra na época de crescimento ativo. Criamos uma espécie de empatia com aquelas plantas que temos lá em casa quando elas começam a ganhar novos rebentos. São como filhos para elas, mas também para nós.

Além disso, desde que estejam nas condições de luminosidade e temperatura ideais, existem plantas de interior que praticamente não precisam de manutenção. É o caso dos cactos ou das suculentas que, colocados no parapeito de uma janela, noutro local que tenha muita luminosidade ou mesmo incidência solar direta, só necessitam de ser regados uma ou duas vezes por mês. As Sansevierias também são outro exemplo de plantas muito resistentes e de baixa manutenção. São plantas que, mesmo no verão, não precisam de muitas regas e aguentam muito bem em ambientes com pouca luminosidade.

Créditos: Veronique Trudel/Unsplash

Benefícios para a saúde

Os benefícios para a saúde que as plantas de interior naturais nos trazem comparativamente às plantas artificiais, que são nulos, também devem pesar no processo de decisão da escolha entre comprar uma planta natural ou artificial.

Nos dias de hoje, as pessoas passam muito tempo em espaços interiores, sejam eles as casas, as empresas ou os espaços comerciais. Sendo assim, porque é que não podemos trazer para os espaços interiores aquilo que há de melhor no exterior?

Créditos: Minh Pham/Unsplash

Aprendemos desde cedo que as plantas, através da fotossíntese, transformam dióxido de carbono em oxigénio. Mas para além disto as plantas também purificam o ar, filtrando certas toxinas libertadas por vários produtos sintéticos produzidos pelos humanos. Têm sido feitos muitos estudos que relacionam a presença de plantas em espaços interiores com o bem-estar mental humano e, por exemplo, com a produtividade.

Recebe todas as novidades!


Método de Envio
Métodos de Pagamento
Carrinho Tens um cupão?
  • Nenhum produto no carrinho.